14/06/2013
Susipe fará a entrega de sete unidades prisionais até o final do ano
Diminuir fonte Aumentar fonte
Da Redação
Agência Pará de Notícias
Cristino Martins/Ag. Pará
As obras dos Centros de Reeducação Feminino, como o de Santarém, serão inauguradas até o final deste ano
ASCOM
O Centro de Recuperação Regional de Breves, na ilha do Marajó, já está pronto aguardando inauguração
ASCOM
O Centro de Reeducação Feminino, em Marabá, está programado para ser entregue em novembro deste ano

As obras de construção das novas unidades prisionais gerenciadas pela Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará estão em fase avançada. Sete casas penais serão entregues até o final deste ano, gerando 1.516 novas vagas no sistema penitenciário e diminuindo a superlotação. No total os investimentos chegam a mais de R$ 25.000.000,00.

Entre as construções está o Centro de Recuperação Regional de Breves, na ilha do Marajó, que será inaugurado até o final deste mês. A unidade tem capacidade para 128 detentos em 31 celas, sendo uma adaptada para pessoa com necessidade especial, três para visita íntima e sete celas individuais para pessoas com nível superior, por exemplo. O local vai custodiar os mais de 80 presos que estão na Delegacia de Breves e o resto das vagas deve atender à demanda do arquipélago.

Estão sendo construídos também dois Centros de Reeducação Femininos, um em Marabá e outro em Santarém. Cada um terá 86 vagas para as internas. Nas duas cidades também estão sendo finalizadas Centrais de Triagens, com capacidade para 292 detentos cada. As quatro obras estão programadas para serem entregues até novembro deste ano.

No Complexo de Americano, em Santa Izabel do Pará, estão sendo finalizados dois Centros de Triagem, Metropolitano II e III, que vão gerar mais 218 vagas para o sistema penitenciário. Já a Central de Triagem de Tomé-Açu, que terá capacidade para 300 internos, deve ser entregue no ano que vem junto com a Cadeia Pública de São Félix do Xingu, com 128 vagas.

Hoje, o Sistema Penitenciário do Pará tem a capacidade para custodiar 7.253 detentos. São 4.983 vagas na Região Metropolitana de Belém e 2.270 no interior. Porém, existem mais de 12 mil presos no Estado. As mais de 1.500 vagas vão ajudar a diminuir esse déficit. “É um compromisso do governo o aumento de vagas para minimizar a superlotação”, informa a gerente da Divisão de Engenharia e Arquitetura da Susipe, Célia Monteiro.

A gerente ainda ressalta que as construções das unidades no interior vão deixar os detentos mais próximos da família. “Alguns internos que moram em cidades do sul e sudeste do Pará estão custodiados em Santa Izabel, longe da família. Com as novas cadeias no interior, os detentos podem ter contato mais fácil com parentes, o que ajuda na reinserção social”, conta Célia.

Além das construções estão sendo realizadas reformas no sistema de esgoto, energia e água em seis casas penais da Região Metropolitana de Belém e interior. O governo do Estado está investindo mais de R$ 2.700.000,00 nas reformas. A Casa do Albergado, em Belém, que custodia detentos do regime aberto, será transformada na Central de Monitoramento Eletrônico até o final do ano. No local será feito o acompanhamento dos internos do regime aberto e dos detentos durante as saídas temporárias com o uso de tornozeleiras eletrônicas.

 

Texto:
Timoteo Lopes - Susipe
Fone: (91) 3239-4230 / (91) 8896-5319
Email: acssusipe@gmail.com

Superintendência do Sistema Penitenciário
Rua, Santo Antonio Sn.
Fone: (91) 3239-4201 / 4202 / 4210
Site: www.susipe.pa.gov.br Email: gabinete@webmail.susipe.pa.gov.br
Enviar essa notícia por e-mail.
Seu Nome
Seu E-Mail
Enviar para
E-Mail
  Para mais de uma e-mail, separe-os por ","
Comentário
 
Governo e Entidades
Portal do Governo
SGN.NET   Webmail Agência  Webmail Secom   Governo do Estado do Pará - 2010 © Todos os direitos reservados - W3C CSS / XHTML