20/10/2012
Hospital Jean Bitar completa um ano de excelência no atendimento
Diminuir fonte Aumentar fonte
Da Redação
Agência Pará de Notícias
Alessandra Serrão/Ag. Pará
O paciente Luiz Carlos Lama, 38 anos, que foi atendido para tratar uma tuberculose pleural. "A equipe tem sido uma família para mim".
Alessandra Serrão/Ag. Pará
A aposentada Elza Elisa Oliveira, 69 anos, que também está internada no hospital, diz estar satisfeita com o atendimento. "Aqui me sinto aconchegada".
Alessandra Serrão/Ag. Pará
O diretor superintendente do Hospital Jean Bitar, Luiz Cláudio Chaves, diz que em breve a unidade ampliará a capacidade de atendimento
Alessandra Serrão/Ag. Pará
O Hospital Jean Bittar fecha o primeiro ano com saldo expressivo de atendimentos: são cerca de 120 internações e 600 cirurgias de grande porte por mês

Em um ano de funcionamento, completado este mês, o Hospital Jean Bitar, em Belém, apresenta números expressivos de atendimento. São cerca de 120 internações por mês e mais de 600 cirurgias de grande porte, uma média de quatro por dia. Atualmente, a unidade, mantida pela rede estadual, garante 65 leitos ao Sistema Único de Saúde (SUS) do Pará, 40 no setor de clínica médica, 20 na clínica cirúrgica e cinco no Centro de Treinamento Intensivo (CTI). Para os próximos anos, a perspectiva é expandir o atendimento e os serviços ofertados à população, com a incorporação de novos leitos.

Desde que foi inaugurado pelo governo do Estado, em outubro do ano passado, o Jean Bitar funciona como anexo do Hospital Ophir Loyola, recebendo as demandas de clínica geral não oncológica. Com isso, o Estado iniciou a reforma e expansão do Ophir Loyola na área de referência, que é a oncologia, passando a oferecer 47 novos leitos. O novo hospital ainda permitiu a ampliação da Santa Casa de Misericórdia do Pará, abrigando duas ilhas da fundação. Com isso, foram abertos mais 28 leitos, doze na unidade de terapia intensiva (UTI) pediátrica, oito de UTI Neonatal e oito berçários.

Ao logo desse um ano, Hospital Jean Bitar se tornou referência estadual no que diz respeito à endoscopia digestiva. Foram quase dois mil exames feitos até o fim de setembro, nas especialidades de endoscopia (estômago), colonoscopia (intestino), retossigmoidoscopia (reto), broncoscopia (pulmão), além dos procedimentos cirúrgicos de gastrostomia (estômago) e CPRE (vias biliares).

Outro destaque, na avaliação do diretor superintendente do Jean Bitar, Luiz Cláudio Chaves, tem sido o suporte que o hospital tem dado na formação e aprimoramento profissional de médicos paraenses. Além de ser uma unidade oficial de ensino da Universidade do Estado do Pará (Uepa), o Jean Bitar é o único hospital da região a oferecer um Centro de Treinamento de Cirurgia Laparoscópica, que permite treinar novos cirurgiões.

Expansão – Para Luiz Cláudio, essa maior integração entre os cursos de medicina e enfermagem com o hospital foi um “ganho real”, com a transferência dos serviços de clínica médica do prédio do Ophir Loyola para o Jean Bitar. Para o médico, as novas instalações permitiram não só a expansão de leitos, que duplicaram, mas, sobretudo, a otimização dos serviços prestados para a população.

“Triplicamos o número de cirurgias bariátricas, por exemplo, em que a fila de cerca de mil pessoas estava com dificuldade de andar. Enquanto fazíamos uma por semana no Ophir Loyola, estamos fazendo três por semana aqui, e a meta é fazer quatro por semana, acelerando ainda mais a fila”, destacou Luiz Cláudio.

Com a inauguração da nova Santa Casa, prevista para o início de 2013, a expectativa é ofertar ainda mais leitos à população, já que as duas ilhas de UTI Neonatal e Infantil, que hoje estão instaladas no sexto andar do Jean Bitar, deverão ser realocadas no novo prédio da Santa Casa. Com isso, mais dez novos leitos de CTI deverão ser incorporados pela rede estadual no Jean Bitar. Além disso, novos equipamentos devem ser incorporados em breve.

Qualidade – Neste primeiro ano, a taxa de ocupação do hospital ficou entre 90% a 100%. Apesar do fluxo de pessoas, a qualidade do serviço prestado é uma das principais características citadas pelos pacientes que já receberam ou recebem o atendimento do hospital. A aposentada Jacinta Lama, 65 anos, que acompanha o filho Luiz Carlos Lama, 38, na recuperação de uma tuberculose pleural, conta que se surpreendeu com a estrutura do hospital. “A equipe tem sido mãe e pai para o meu filho. Como é pelo SUS, a gente não esperava o atendimento que estamos recebendo e o conforto também”, comentou.

Luiz Carlos se internou pela primeira vez no hospital em abril deste ano, permanecendo dois meses e meio. Em agosto ele precisou retornar devido a uma complicação. “Aqui tem sido minha segunda casa nesses meses e não tenho do que reclamar. Só não é melhor do que a minha casa oficial”, compara ele, cujo quadro é estável.

A aposentada Elza Elisa Oliveira, 69 anos, que também está internada no hospital, diz estar satisfeita com o atendimento. “Há 28 anos, desde descobri que tinha Lupus, frequento os hospitais de Belém que oferecem o tratamento. Esse é, sem dúvida, um dos melhores”, opinou a aposentada, que faz o tratamento pelo Estado desde quando o serviço funcionava no prédio do Ophir Loyola. Com a transferência para o Jean Bitar, ela diz se sentir mais “aconchegada”.

Para o diretor do Jean Bitar, a satisfação dos pacientes é a demonstração que o objetivo vem sendo cumprido. “A ideia do governo do Estado é perseguir um paradigma de qualidade, isto é, demonstrar à população que o serviço público pode sim ser de qualidade, tanto na questão da hotelaria hospitalar, quanto no atendimento clínico. Nossos quartos têm a mesma estrutura de um hospital particular, com ar condicionado, TV de plasma, frigobar e cama elétrica. Quando o Estado adquiriu este prédio, que era privado, o objetivo foi ofertar conforto aos pacientes”, ressalta Cláudio Luiz.

 

Texto:
Amanda Engelke - Secom
Fone: (91) 3202-0911 / (91) 8150-8965
Email: amanda@agenciapara.com.br

Secretaria de Estado de Comunicação
Travessa Apinagés, nº 270, entre Rua dos Tamois e Mundurucus Bairro de Batista Campos CEP: 66033-170
Fone: (91) 3202-0901
Site: www.agenciapara.com.br Email: gabinete@secom.pa.gov.br
Enviar essa notícia por e-mail.
Seu Nome
Seu E-Mail
Enviar para
E-Mail
  Para mais de uma e-mail, separe-os por ","
Comentário
 
Governo e Entidades
Portal do Governo
SGN.NET   Webmail Agência  Webmail Secom   Governo do Estado do Pará - 2010 © Todos os direitos reservados - W3C CSS / XHTML